quarta-feira, 16 de novembro de 2011

CALCINHA CUECA USADA COM CHEIRO








Para quem tem fetiche de cheirar cuecas/calcinhas ou outras coisas, tenho de duas amigas, que podem ao fim do dia preparar para os interessados o envio da lingeri desse dia, contra 10 continhos,  serão enviadas por net imagens eróticas/artisticas que provam o uso, deixem comentário.

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

TEMAS A PUBLICAR EM BREVE

A ESPOSA A BRINCAR COM UM AMIGO.
FESTINHAS COM A SOGRA.
EXPERIMENTAR BOXERS A FRENTE DA MÃE .


ESPIEI OS PAIS NA CAMA


Por volta dos 13 anos, comecei a ficar excitado quando ouvia barulhos no quarto dos meus pais e comecei a espiar...
Nós morávamos numa casa de 2 andares e por cima do quarto deles que ficava R/C e o meu quarto era no primeiro, havia um grela para o calor poder passar, claro que sem luz em cima e luz em baixo eles não podiam ver que eu estava a espreitar, eles fodiam quase todos os dias e quando eles faziam e eu ainda acordado la ia eu para a grela. Punha um cobertor no chão e batia ali as minha primeiras punhetas, a minha mãe era peluda mas aparava e via-lhe bem o cor de rosa de verão quando eles não se cobriam para foder e ela a abrir bem as pernas, também vi-a o pau do meu pai bem teso e ela a sentar-se em cima dele...(assim sei a quem saio, o pau do meu pai era mais cabeçudo que o meu mas grossura do tronco e comprimento era quase igual, bem dotado o pai).

(Continuo o tema em breve)

domingo, 19 de junho de 2011

SONHO COM UMA AMIGA


Estavamos num barco dos grandes e tu estavas de bikini amarelo, o barco estava ancorado perto de uma ilha e os outros que iam com a gente foram a ilha e eu tive que ficar a guardar o barco, mas tu estavas deitada ao sol  não quiseste ir,  eu estava os outros a afastarem-se do barco e de onde eu estava eles me viam da cintura para cima, tu vieste perto de mim sem ninguém te ver e enquanto eu falava com os outros tiraste-me os calções e começas-te a fazer umas caricas e eu já não consegui falar com eles. Mas como se afastaram eu depois virei-me para ti e tu continuavas deitada e com uma mão a mexer-me, na pila e nos tomates, uma sensação muito agradável, eu sem dizer nada deitei-me junto de ti e comecei a dar-te beijos pelo corpo todo tu gemias muito e tirei-te o bikini.

No sonho tinhas as mamas mais pequenas que na realidade e uma coninha completamente depilada, claro que depois de dar uns beijos nas mamas, desci para te lamber durante muito tempo, Tinhas um clítoris bastante grande que dava para eu mordiscar e aproveitei para o lambem bem no seu contorno todo com a ponta da língua, e também aproveitei para meter a língua bem na tua vagina e provar o teu sabor, docinho.

Virei-me e fizemos um 69 divinal tu chupas maravilhosamente davas beijos na pontinha coisa que eu adoro e metias quase tudo na boca.
A seguir levantei-te as pernas e de joelhos comecei a esfregar a ponta no teu clítoris e na entrada da tua coninha a que estava completamente húmida e forçava a entrada da cabeça e retirar para atrasar o momento e fazer durar o prazer. Não consegui aguardar mais tempo para sentir o teu calor e entrei bem até ao fundo, tu dizias coisas boas que era bom que te sentias cheia que era uma delícia, adorei os teus gemidos.

Fiz movimentos lentos e rápidos tentando acompanhar a tua respiração, e os movimentos do teu corpo que procuravam a melhor posição para o teres bem dentro de ti, depois pediste para eu me deitar de barriga para cima e tu vieste te sentar em cima de mim, nesse posição vi-a bem a tua coninha a abrir-se e tu a guiares o pau para a entrada, que coisa maravilhosa tu sentada em cima de mim, com todos os centímetros do meu pau dentro de ti, fazias movimentos com o corpo que me estavam a levar a loucura, sentia o teu calor a envolver o meu pau, vagina musculada apertadinha, no tamanho perfeito para o meu pau.
Eu acariciava o teu rabo as tuas mamas tu gemias pronta a explodir, estávamos loucos de tesão, senti-te gozar, a tua cano apertava o meu pau que também estava com vontade e a explodir, tu respiravas muito forte e lançavas uns hooooo, hoooo quero mais, mais fode-me não pares, em bom que delicia de pau, virei-te de 4 lambi-te a coninha novamente para ter o teu sabor todo, e depois, meti novamente o pau, bem fundo tu a levantares o rabo para o sentir melhor, olhava para aquele buraco maravilhoso onde entrava e saia o meu pau a grande velocidade, não consegui-a resistir mais tempo ia explodir.

E caraças acordei com o pau na mão todo teso, pensei no que tinha sonhado estava o pau completamente húmido a mulher não acordou e foi no duche que eu descarreguei todo o leitinho em jactos fortes fruto da aquela bela visão e momento maravilhoso que aquele sonho me deu..

sexta-feira, 27 de maio de 2011

A ESPOSA A SER COMIDA POR UM AMIGO

Tinha um amigo de infância mais novo que eu uns anitos que era motorista de pesados e quando eu estava em França e que ele ficava perto de Paris eu ia o buscar ao camião e ele passava a noite la em casa ou o tempo que estava a espera de carga, a Carla (que aqui vamos chamar  Carla)de já me tinha confessado que nunca tinha conhecido nenhum homem antes de mim, e eu como já tinha visto a minha irmã e a minha mãe a serem bem comidas.. A ideia de ela ser comida por outro me excitou e falei com ela, Como eu já tinha tido uns mimos da minha sogra achei justo ela também poder ser bem fodida, claro que isso nos fez fantasiar um pouco e fodemos algumas vezes a pensar nisso.
Quando vínhamos de férias a portugal por vezes íamos a festas ou casamentos onde esse amigo estava e ela dançava bem com ele e um dia disse-me se um dia fizer com alguém podia ser com ele, porque sentiu que ele ficava teso a dançar com ela, claro que na cama ela estava bem excitada a falar disso.
Uma vez em França o camião dele teve uma avaria e eu fui o buscar para casa o tempo da reparação. Ficou la em casa quase duas semanas e a Carla um dia disse-me se eu ainda quisesse ela estava pronta, eu disse que ela podia ir ter com ele á cama e ela disse que preferia que eu falasse com ele primeiro, mas custou-me dizer ao meu amigo quero que me comas a mulher..lol, mesmo se era uma ideia que me excitava, já tinha batido algumas a pensar nisso.
Já lhe tinha mostrado os sitio em paris onde havia meninas, já tinha deixado ir a conversa para os temas quentes.. e um dia a noite eu disse pena não estarmos aqui 4 para jogar as cartas e com os copos e a minha vontade eu disse que a 3 só dava para um strip poker..lol
Todos nos rimos mas a Carla disse porque não..lol, não fizemos um strip mas com um baralho tiramos 1 carta e começamos a distribuir as cartas, e a fazer pares, quando alguém ficava com a ultima carta tinha que tirar uma peça de roupa.. Tínhamos equilibrado as peças de roupa e tínhamos todos 6 peças...

A Carla disse que parávamos quando o primeiro tivesse que tirar as cuecas...o jogo correu bem bebemos mais uns wiskys e eu fui o primeiro a chegar a cueca, nessa altura a Carla ainda estava bem vestida e meu amigo tambem estava  já de tronco nu.
A Carla ficou mais entusiasmada e disse como eu sou a unica mulher e estou a ganhar vão ter que tirar tudo para eu ver 2 homens..lol
Depois la chegou a vez que eu perdi e e ela disse que era jogo que tinhas mesmo que tirar os boxers, estavamos sentados no chão na alcatifa, bem fofinha por ventura, e continuamos a jogar, ela la tirou mais umas peças de roupa e o meu amigo ficou de cuecas, como eu já não podia tirar mais nada, já não sei quem teve a ideia, mas eu comecei a ter castigos, quem fazia os pares primeiro dava o castigo e quem perdia tinha que o fazer, e lá tive eu que dar uns beijos na Carla, pescoço, barriga, costas... até que ela ficou sem sutiã e como castigo dei uns beijos  nas mamocas..





O meu amigo também ficou sem cuecas, tinha um pau todo arrebitado que lhe batia na barriga.., claro que ele também estava excitadissimo, depois era só a Carla a ganhar pois quando eu perdia ou ele, o castigo era sempre dar um mimo a ela..., ele também lhe deu beijos nas maminhas, ela até revirava os olhos

A seguir a coisa complicou-se para ela, pois também teve que tirar as cuecas, e depois ela tambem teve que começar a fazer umas festinhas, que foram sendo cada vez mais marotas, claro que o primeiro a ter o castigo mais forte era sempre eu a fazer a ela ou ela a mim,  os castigos iam sempre subindo claro que o amigo não dava nenhum maroto antes de nós darmos. os meus e os da Carla era cada vez mais marotos.. ela teve que lhe dar uns beijos e ele tambem depois uns beijos nas maminhas e ate que eu pedi para ela me mexer no pau.. bem húmida depois claro foi a vez dele fazer uma caricia na coninha,  ela já tinha mexido no pau dele, meti um dedo para verificar o estado da coisa e ela estava toda húmida, a seguir ela teve que mexer nas bolinhas do amigo ele ficou doidão, e ela bateu-lhe uma mini punheta e olhava para mim com o olhar de o querer meter na boca.
A seguir mais umas jogadas e ele tambem teve direito a lhe meter um dedo ela olhava para mim até regalava os olhos..., o tempo que duravam os castigos era o tempo de distribuir as cartas..
A seguir ouve muitos castigos de lambedelas da cona dela e ela nos chupou, era um loucura ver a Carla a mamar o pau do meu amigo era uma cena muito interessante, muito exitante para mim. Ela quando era lambida gemia bem e carregava nas nossas cabeças.. depois ela teve o castigo de se sentar sobre o meu pau, claro que ela o fez..
A seguir foi o meu amigo a ter que esfregar o pau na cona dela, ela sentou-se no sofá e ele foi se la esfregar, ela abria bem a cona para ele se esfregar bem, claro que ele estava doido e forçou quis la ir dentro e foi, ela gemeu toda e ela ainda fez uns movimentos... mas eu mauzinho distribui as cartas, e tiveram que parar..llol

Claro que os castigos eram todos na vertente sexual, ela tinha dois homens para ela e os castigos eram sempre com ela, depois de ele começar a esfregar-se nela a partir dai, os castigos começaram a ser todos dedicados a coninha dela.., ou era eu que metia ou ele. Quando era ele eu olhava bem para a ver levar com ele ate ao fundo ela estava doidona queria a coisa mas com mais tempo, e foi assim durante uma hora.
até ela pedir para irmos para a cama.., na cama foi uma loucura ela estava destravada, desvairada ela estava doida para o sentir dentro dela e o fazer vibrar.



Fomos para a cama eu precisei de ir a casa de banho, claro que não esperaram por mim, como tinha deixado a porta do quarto aberta, só a ouvia gemer, eram só ais a uma velocidade louca, quando voltei claro que não pararam, pois eles estavam a foder como loucos, ela por cima dele a cavalgar, eu dei-lhe uns beijinhos e ela quis me chupar, foi rápido para ela gozar varias vezes seguidas, nunca a tinha visto assim desvairada,
(Tem seguimento)

quinta-feira, 26 de maio de 2011

MINHA IRMÃ DE 15 COM AMIGO DE 22 ANOS


Quando eu era novito tinha menos de 12,5 e minha irmã uns 14,5 15 anos.., na altura la na aldeia os miúdos costumávamos jogar ao papa e a mama, e as amiguinhas da mesma idade deixam, os pequenotes como eu esfregar a pilinha na ratinha, mas não nos deixavam meter lá dentro mas já era muito interessante. Combinava-mos e uns chamavam os outros e ia-mos brincar todos juntos. Os mais velhos costumavam nos incentivar e dar dicas, mas não podíamos meter a pilinha la dentro, só os  grandes podiam fazer isso.(um dia conto)
Um dia, um rapaz da aldeia que tinha um 22 a 24 anos, disse se eu podia dizer a minha irmã, se ele lá podia vir brincar com ela, nós chamávamos  isso “casar”, eu disse-lhe e ela disse que sim, pois ela também deixava esfregar os amiguitos a muito tempo.
Nós tínhamos uma mercearia, e uma tasca mas na aldeia havia pouca gente por isso era pouco frequentada, os meus pais tinham ido fazer uma feira e nós estávamos lá para atender alguém se fosse preciso.
Á hora combinada ele lá veio a nossa mercearia, quando os meus pais não estavam os poucos clientes que vinham, tinham que entrar pelo portão da casa e não entravam pela porta principal da mercearia, por isso eu fiquei a guardar a entrada para ninguém os surpreender, estava fora da mercearia e via o portão de entrada e a parte de trás de balcão, ele deitou a minha irmã em cima de um banco comprido, desapertou-lhe a blusa para lhe acaricias as mamitas e depois levantou-lhe a saia e começou a meter a mão nas cuecas e a beijar as mamas.
Ela parecia estar a gostar e eu, pequeno, mas já bem teso e não queria perder  nada para aprender, era natural nós ficarmos a ver.
Depois ele tirou-lhe as cuecas e começou a mexer-lhe na conita, já tinha alguns pelos a volta.. depois tirou o pau das calças para esfregar, eu não perdia nada do espectáculo, ela estava deitada no banco com uma perna no chão e ele estava de joelhos.. por isso via bem a conita da minha irmã.., quando ele tirou o pau das calças, vi um pilão não tão comprimo como o meu agora, mas era muito grosso.., começou a esfregar-se todo para a excitar, e depois disse que ela já tinha idade para o deixar lá meter dentro, perguntou se alguém já la tinha entrado dentro ela disse que não, ele disse que ia fazer isso muito bem feito e ela disse que sim, ele foi para cima dela eu pela parte de trás vi bem a pau esfregar-se na cona toda e a começar a forçar a entrada a minha irmã gemia, na altura eu até pensei que ele a estava a magoar,
pois o pau era grosso mas entrou todo la para dentro e ela gemia e davas uns ais, ais de prazer cada vez que ele se espetava, bem  no fundo, cada vez ele acelerou mais até gozar e ela também, gozou-lhe em cima da barriga, muito leite que ele tinha, gostei muito ver aquele leite todo, ela estava toda agarrada a ele.
Ela foi a casa de banho, mas antes ele disse volta que vamos repetir, agora já estas pronta para mais vezes.
Ela continuou a fazer uma festinhas, ele pediu para ela o chupar e dar beijos e voltou a ganhar tesão, virou-a de costas e começou a dar-lhe outra foda, de quatro que nunca mais parava, ela deve ter gozado varias vezes.. e eu sempre a ver.., depois ele voltou a gozar e a seguir foi se embora dizendo que depois voltava a combinar para mais vezes.
A minha irmã me pediu para eu não dizer nada aos meus pais e claro que nunca disse, e perguntei-lhe se ele a tinha magoado por a ouvir gemer e ela disse que não te tinha sido muito bom, mais ainda hoje me excito com aquela visão, já bati algumas punhetas a pensar naquela cena

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Tirei umas fotos a minha irmã e cunhado


A irmã foi casou com 19 anos, eu sou mais novo que ela 1 ano e meio o marido dela tinha sido meu colega de escola então eu andava muito com eles e ia muita vez a casa deles, por vezes dormia lá, de noite ouvia os gemidos  até penso que faziam isso para eu ouvir bem, um dia eles pediram para eu levar o meu polaroïd que era uma maquina de tirar fotos instantâneas, que o meu pai me tinha oferecido, para eu tirar umas fotos, durante o jantar eles pediram se eu não me importava tirar umas fotos deles os 2 a fazerem amor, eu disse que não e então o meu cunhado disse que tinha comprado umas caixas de fotos, eram caixas de 10 fotos que metíamos na maquina e que saiam depois de disparar, e depois a imagem começava a parecer.
Como devem imaginar são propostas que deixam logo um rapaz com cerca de 18 anos cheio de tesão, acho que antes de tirar a primeira foto já tinha os boxers todos molhados.
Ele tinha comprado varias caixas por isso ia tirar muitas fotos, fomos para o quarto e eles faziam as poses e eu tirava fotos, começou a despir a minha irmã tipo strip e eu tirava fotos, quando comecei a tirar ela em sutiã e cuecas eu já estava todo teso, cuecas escolhidas para a ocasião com alguma transparência de renda, e depois tirei das mamas e ele a chupar-lhe os mamilos ela tem mamas grandes.
Depois tirou-lhe as cuecas e começou a lamber e eu lá me posicionava para tirar bem a fotografia, ele abria-lhe bem a cona para eu tirar a foto, depois a foto demorava um pouco a aparecer a imagem víamos se tinha ficado bem ou não e voltavam a fazer mais uma pose, a seguir ele também ficou todo nu e ela começou a mamar-lhe o pau, era um pau mais pequeno que o meu e mais fino, mas era todo cor de rosa enquanto o meu é mais escuro achei engraçado aquela visão.

A minha irmã metia-o quase todo na boca e eu la tirava mais uma..lol, era nos anos 70 a moda eram as calças bem apertadinhas eu tinha um chumaço que devia chamar a atenção, pois o pau já  tinha saltado fora dos boxers e já descia pela pernas a baixo, mostrando bem que estava a gostar tirar as fotos. Depois começaram a foder devagarinho para eu poder tirar as fotos..., foi em todas as posições ela por cima, por baixo de quatro, fotos bem atrevidas e a minha irmã ao contrário de quando era pequena, ali já era bem putinha, muito atrevida a mostrar bem que gostava de levar.. e o meu cunhado fazia pausas para eu tirar fotos
A minha irmã é bem feita, estava depilda, vi bem o cor de rosa da cona dela.
Aquilo durou umas duas horas e meu cunhado gozou duas vezes uma vez dentro da cona e tirei umas fotos ele a abrir-lhe a cona toda e o leite a escorrer um pouco para fora, a segunda vez gozou ela a chupar-lhe o pau a grande velocidade e o leite foi todo para as mamas dela... Eu de ver aquilo não estava muito longe de gozar, o meu cunhado nessa altura disse a minha irmã se eu precisava de ser acalmado, e a minha irmã perguntou-me se eu precisava de ser acalmado, mas eu disse que não, se não  fosse irmã eu teria aceite claro, mas nessa altura disse que não eles ficaram no quarto e eu fui para o meu..

Assim que tirei as calças vi que o meu pau estava todo meloso todo húmido e com vontade de gozar, agarrei-lhe com vontade e em pouco movimentos já estava a dar umas esguichadelas enormes.., mas ainda não estava satisfeito e logo de seguida bati outra, para depois relaxar.
Falamos disso varias vezes, depois a minha irmã quando eu la ia a casa vestia sempre sexy, e eu bati muitas a pensar nela.
Em breve conto mais